Fazendo uma alusão a mitologia dos índios Maori, da Nova Zelândia, o designer neozelândes David Trubridge criou esse belo trio de luminárias de teto.

Elas representam três cestos, onde segundo a lenda Maori foi colocada a sabedoria necessária para se viver na Terra, com base em três áreas: corpo (relacionado ao mundo natural), racional (a mente) e espiritual (alma). O conhecimento precisa estar em equilíbrio para que possamos viver em harmonia na Terra.

Utilizando a luz de LEDs, além de lindas essas luminárias criam um efeito interessante através da sombra que projetam nos ambientes.

Via

Anúncios

Esta estante é uma combinação bem sucedida entre o estilo barroco exuberante, com a tendência moderna de mobiliário minimalista.

A estante chamada Vintage foi desenvolvida por Jaren Goh para a Munkii, para desfrutarmos de um estilo vintage sem nos prendermos ao passado.

Inspirada em formas de mobiliário clássico, design tradicional barroco, com seus cachos elaborados e curvas sensuais, é esculpida em uma prateleira estilo contemporâneo, com um toque inovador.

Outro contraste marcante é o acabamento branco-creme contra um interior escuro, tornando-a ideal para guardar livros ou exibir suas coleções.

Via

Deixe fluir a sua criatividade com os módulos Bagigio – um sistema de mobiliário modular desenvolvido pela empresa italiana Myyour.

Um elemento modular sem limites de uso, em formato tridimensional, representando o símbolo do infinito. Ele oferece inúmeras possibilidade, como compor peças de mobiliários, divisórias, etc.

As unidades são vendidas em diversas cores e três tipos de acabamento: com relevo, brilhante ou com iluminação incorporada.

Um produto flexível, adaptável e contemporâneo, com versatilidade e praticidade para criar espaços únicos e cheios de personalidade.

Via

Luminárias parecem ter caído no gosto de designers mais ousados, que buscam inspiração nos mais diversos objetos e lugares para criar verdadeiras obras de arte.

Inspirada em jogos de infância e lembranças de histórias de dragões, a designer filipina Luisa De Los Santos Robinson, criou uma nítida e elegante luminária inspirada na cauda dos dragões.

Para a linha foram feitas luminária de mesa, abajur, pendente e luminária de pé, utilizando a técnica de dobradura de papel.

A luminária tem uma aparência sedutora e certamente pode fazer parte de qualquer decoração.

via

Seguindo uma filosofia ecológica, a Glore Store, localizada em Stuttgart, na Alemanha, decidiu reutilizar alguns materiais reciclados, como bicicletas velhas e caixas de frutas como peças de mobiliário, além de papel e papelão reciclado para a iluminação.

A loja alemã uniu o esporte e a ecologia através do ciclismo. Todos os elementos na loja estão relacionados com bicicletas.

As peças recicladas decoram e expõem os produtos da marca, atuando como araras ou balcões. As luminárias, produzidas através do reaproveitamento de caixas de papelão, e as caixas de plástico ressaltam o tema ecológico do ambiente.

Todo o projeto foi concebido em conjunto pelos designers alemães da Markmus e Neoos design, que já projetaram as lojas Glore em Nuremberg e Munique.

Via

O Noon Studio, escritório londrino dirigido pelos designers Gautier Pelegrin e Vincent Taïani, propõe um diálogo entre um material pesado, com a leveza e natureza de um material como a madeira.

Este banquinho de aço, traz formas tradicionalmente conhecidas, básicas, mas criativamente aplicadas com simplicidade.

Além disso, pode ser usado em qualquer ambiente e a forma modular do móvel, possibilita a brincadeira com diversas situações, tal como a estante na combinação de banquinhos empilhados.

Via

Conhecer as obras e projetos de arquitetos e designers é bastante comum. Mas como esses profissionais fazem uso da criatividade em ambientes projetados para eles? As imagens mostram o apartamento de Humberto Campana.

Para adequar o apartamento paulistano ao seu dia-a-dia corrido e criativo, o proprietário contou com a ajuda do estúdio SuperLimão.

Sem paredes ou divisórias fixas, a não ser pelo dormitório, todo o espaço funciona como um verdadeiro laboratório artístico onde Humberto pode desfrutar de algumas de suas próprias criações e encontrar inspiração para futuros projetos.

Os ambientes unem múltiplas referências e revelam a inventividade excêntrica dos Campana.

Via