Esta cadeira lembra lugares áridos, rochas, grutas cavernosas. Orgânica e ondulada, a sua superfície parece algo criado pela Mãe Natureza. É claro que somente um ser humano poderia criar algo tão hipnótico e com linhas de zebra.

A cadeira foi desenvolvida pelo designer dinamarquês Mathias Bengtsson e foi destaque no The Wall Street Journal em caderno que mostra artigos de alta tecnologia e design.

O que mais impressiona não é o fato de a cadeira ter sido feita de papel, mas sim a quantidade enorme de papel reciclado utilizado. Milhares de folhas foram coladas sob calor e alta pressão, sem qualquer armação ou parafusos.

No mínimo um objeto bastante inusitado para compor ambientes modernos.

Via

Anúncios