Garbage

Em 2001, Justin Gignac, um artista nova-iorquino, apostou com um amigo do trabalho (que não acreditava no poder de uma boa embalagem), que qualquer produto pode ser vendido se tiver uma embalagem “realmente vendedora”.

Justin queria vender algo que ninguém em sã consciência compraria. Passeando pelas ruas sujas de Nova Iorque, ele teve a idéia mais maluca que um artista poderia conceber: vender o lixo das ruas da cidade.

Justin criou então a embalagem pro seu controvertido produto: cubos de resina acrílica Lucite. Todos as embalagens são assinadas, numeradas e datadas e o produto é 100% autêntico lixo nova-iorquino.

Em 9 anos, Justin vendeu 1.300 embalagens para 29 países diferentes. Além das embalagens normais (de lixo do dia-a-dia) Justin criou edições limitadas com lixo do Ano Novo e da Posse do Obama.

Os compradores “do lixo” tiram fotos em seus países de origem e colocam no Flicker: http://www.flickr.com/photos/nycgarbage/

Acho que o Justin ganhou a aposta, certo?

Garbage

Anúncios